fbpx
Quinta, 15 Outubro 2020 00:00

Azia na Gravidez

Escrito por Equipe de Gestão de Mídias Sociais - Pegasus Web Sulution
Avalie este item
(0 votos)

A azia ou pirose (sensação de ardor ácido e sabor desagradável na boca provocada pelo refluxo gástrico para a parte inferior do esófago) é um desconforto muito comum na gravidez.

A azia ou pirose (sensação de ardor ácido e sabor desagradável na boca provocada pelo refluxo gástrico para a parte inferior do esófago) é um desconforto muito comum na gravidez.

As alterações hormonais e a pressão exercida pelo bebé sobre o estômago contribuem para piorar a azia na gravidez. A elevada produção de progesterona faz com que as contrações naturais do estômago diminuam, o que leva a uma digestão mais lenta.

À medida que o fluxo diminui, e com o relaxamento do esfíncter esofágico interior (músculo responsável por fechar a divisão entre o estômago e o esófago), o ácido sobe para o esófago e garganta, originando assim o refluxo gástrico (azia).

Mesmo que não tenha historial clínico de problemas digestivos, é possível e muito provável que a azia apareça nesta fase da vida.

Para tratar, é preciso mudar a dieta e o estilo de vida, de forma a evitar e ou minimizar o incómodo por ela provocado. É essencial ter uma alimentação equilibrada e, se possível, um plano de alimentação devidamente prescrito por um especialista em nutrição.

Dicas para combater o mal-estar provocado pela azia na gravidez

• Bons hábitos alimentares
• Comer uma pequena quantidade de alimentos e mastigá-los muito bem;
• Fazer refeições leves, mas muito nutritivas e várias vezes ao dia;
• Beber muita água ao longo do dia (não menos do que 1,5 litros) fora da hora das refeições;
• Evitar deitar após comer;
• Elevar a cabeceira da cama;
• Evitar consumir líquidos nas refeições;
• Evitar alimentos como massas e doces, principalmente à noite.


Pode tomar-se medicamentos para a azia na gravidez?

Apesar de existirem vários medicamentos para o alívio da azia, como é o caso dos antiácidos ou dos facilitadores da digestão, alguns são contraindicados. Por esse motivo, se nada a ajudar , marque uma consulta conosco para avaliarmos a sua situação.


Ler 332 vezes

Matérias/Artigos