fbpx
Terça, 01 Dezembro 2020 00:00

Vaginismo: esta condição pode comprometer seu prazer

Escrito por Equipe de Gestão de Mídias Sociais - Pegasus Web Sulution
Avalie este item
(0 votos)

O vaginismo é uma condição que gera dor na hora da relação sexual que afeta de 3% a 5% da população feminina.

O vaginismo é uma condição na qual o espasmo muscular involuntário impede a penetração vaginal. Isso geralmente resulta em dor e desconforto para mulheres no momento do ato sexual.

Quando uma mulher tenta inserir um objeto, como um absorvente interno ou mesmo o pênis na vagina, ocorre uma contração involuntária dos músculos do assoalho pélvico. Isso leva a espasmos musculares generalizados, dor e até interrupção temporária da respiração.

O grupo muscular mais comumente afetado é o pubiococcígeo, músculo encontrado em ambos os sexos, que se estende desde o osso púbico até o cóccix e que forma o assoalho da cavidade pélvica, apoiando os órgãos pélvicos. Estes músculos são responsáveis pela micção, relações sexuais, orgasmo, movimentos intestinais e parto.

Tipos de vaginismo:

Vaginismo primário

O vaginismo ocorre quando a penetração vaginal não pode ser experimentada sem dor. É comumente descoberto entre adolescentes, pois é nesse momento que muitas meninas e mulheres jovens tentam primeiro usar absorventes internos, fazer sexo com penetração ou fazer um exame de Papanicolau pela primeira vez. A consciência do vaginismo pode não acontecer até que a penetração vaginal seja tentada.

Vaginismo secundário

O vaginismo secundário ocorre quando uma pessoa que anteriormente conseguiu a penetração desenvolve o vaginismo. Isto pode ser devido a causas físicas, como uma infecção por fungos ou trauma durante o parto, enquanto em alguns casos pode ser devido a causas psicológicas, ou a uma combinação de causas.

O vaginismo na menopausa e na pré-menopausa, geralmente devido à secura dos tecidos vulvar e vaginal, como resultado da redução do estrogênio, pode ocorrer como resultado de “micro-roturas” causando primeiro a dor sexual e levando ao vaginismo.

Causas

O vaginismo é uma condição que pode ser causada por estressores físicos, estressores emocionais ou ambos.

• infecção, como infecção do trato urinário ou infecção por fungos
• condições de saúde, como câncer ou esclerose liquenóide
• parto
• menopausa
• cirurgia pélvica
• preliminares inadequadas ou insuficientes
• lubrificação vaginal insuficiente
• efeitos colaterais de medicação
• medo, por exemplo, de dor ou gravidez;
• ansiedade;
• problemas de relacionamento, por exemplo, ter um parceiro abusivo ou sentimentos de vulnerabilidade;
• eventos traumáticos da vida, incluindo estupro ou histórico de abuso;
• experiências de infância, como a representação do sexo enquanto crescia ou a exposição a imagens sexuais.

Tratamento

Para diagnosticar o vaginismo, o médico terá um histórico médico e fará um exame pélvico. O tratamento pode envolver diferentes especialistas, como um ginecologista, urologista, fisioterapeuta, psicólogo ou sexólogo dependendo da causa.

O tratamento em geral engloba exercícios de relaxamento da musculatura vaginal, além de técnicas de respiração, inserção de dilatadores vaginais e psicoterapia. O importante é a mulher saber que existe tratamento.


Ler 243 vezes

Matérias/Artigos