fbpx
Quarta, 20 Setembro 2017 12:00

Higiene Íntima Feminina

Escrito por Equipe de Gestão de Mídias Sociais - Pegasus Web Sulution
Avalie este item
(0 votos)

A região íntima feminina funciona como porta de entrada para bactérias, fungos e vírus. Por isso é muito importante fazer a higiene correta dessa região, são cuidados simples que podem evitar muitas complicações.

Veja algumas dicas para melhorar sua higiene íntima:


No banho
É importante que a região íntima seja lavada com bastante água por pelo menos dois minutos, sempre no sentido da região vaginal para a anal, isso evita infecções causadas por microorganismos presentes nas fezes.
Antes de fazer uso de produtos para higiene íntima veja se ele respeita o pH vaginal. Evite os produtos com fórmulas perfumadas, pois podem causar alergias, o melhor é que sejam neutros.
Outra dica para a higiene íntima durante o banho é afastar delicadamente os lábios vaginais para limpar os sulcos entre eles.

No uso do papel higiênico
Ao usar o papel higiênico faça isso no sentido de frente para trás, ou seja, da vagina para o ânus. Isso evita infecções causadas por microorganismos presentes nas fezes. O mesmo serve para lenços umedecidos.

Na hora de se vestir
Calcinhas de lycra ou renda impedem a ventilação e criam um ambiente mais propício para os fungos e bactérias. Opte por calcinhas de algodão – que devem ser lavadas com sabão apropriado e secas no sol. Evite também ficar muito tempo com biquíni molhado.
Os absorventes também impedem a ventilação da região. Por isso, os utilize apenas no período menstrual. E os troque com frequência.

Na hora de se depilar
Ao invés de raspar todos os pelos, mantenha-os aparados, pois eles funcionam como barreira natural contra fungos, bactérias e vírus.

Consequências da falta de higiene íntima
A falta de higiene íntima pode causar dois tipos de infecções vaginais, a candidíase que é muito comum nas mulheres e tem como sinal a irritação vaginal, coceira intensa e corrimento branco; e a vaginose bacteriana que tem como sintomas o corrimento branco-acinzentado que pode ou não ter cheiro e a coceira vaginal. Ambas as complicações podem ser tratadas com medicamentos.

Ler 2612 vezes

Matérias/Artigos